• Sonia Maria Rio Neves

Grupo de estudos on line: será que funciona?


Iniciar um novo formato de atividade no Psiquead gerou uma expectativa em nossa equipe: como vai ser? Despertará interesse? E a participação? Muitas perguntas mas... só experimentando.

E assim, aos pouquinhos, os interessados (participantes?) foram surgindo: alguns já conhecidos, um reencontro on line, outros, pela primeira vez!

Conversando sobre Trauma foi o tema deste Grupo de Estudos; nada simples, mas partindo de textos básicos e com visões diferentes esperávamos despertar curiosidade e com isso colocar o Grupo em movimento.

De início, apresentações, para nos conhecermos e nos revermos; as motivações foram surgindo, algumas convergentes, outras opostas mas persistia a pergunta que tínhamos feito: será que “engrena”?

Aos poucos, um comentário aqui, outro ali sugestões de leitura para complementar e o Grupo estava fluindo, mais participantes chegando e a facilidade de ter acesso não só aos materiais disponibilizados (textos e vídeos) mas a tudo que estava sendo comentado no Forum desde o início do Grupo.

Na segunda semana , para intensificar o movimento do Grupo, sugerimos aos participantes que postassem questões sobre o tema, tanto a partir dos materiais disponibilizados como dúvidas que já traziam; buscar responder às questões dos demais era também proposto

Indagações interessantes surgiram:


“- porque algumas pessoas ficam traumatizadas e outras, diante de uma mesma situação não tem essa manifestação?”

“- algumas vivências consideradas boas são sentidas por alguns como traumáticas. O que favorece isto?”


Muitas outras perguntas e tentativas de responde-las ou de pensar a respeito foram aparecendo. E, de questão em questão , de interesses múltiplos e sugestões variadas chegamos à quarta semana quando finalizamos o Grupo de Estudos.

Uma dúvida percorria o desenrolar do trabalho: estariam as conversas sobre trauma ficando muito “soltas”? Caberia aos tutores puxar os fios que foram se delineando para tecer algo mais alinhavado? A interrogação permaneceu e por outro lado, a constatação que o tema Trauma - abre muitas perspectivas .

Encerramos com mais desdobramentos que arremates. O Mapa Visual elaborado pela facilitadora gráfica Fernanda de Paula mostra isto.


Confira abaixo!






Psiquead 
R. Antonio Cardoso Pimentel 865 casa 1 Condomínio Vila das Palmeiras 
Porto Feliz  SP

atendimento@psiquead.com.br

Tel: +55 11 9 9972 5959

Siga-nos:

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle

© 2015 por Contenuti