• Sonia Neves, Regina Vaz

Continuando a conversa sobre trauma


Um segundo Grupo de estudos on-line, para conversar sobre Trauma: essa foi nossa proposta para ampliar algumas ideias que haviam surgido no 1º. Grupo de estudos (em fevereiro de 2016), como, por exemplo, compreender um pouco mais o trauma que pode estar contido nas situações de adoecimento grave.


A dissertação de mestrado de Cristiana Rodrigues Rua (Título: “O que passou, passou? Um estudo psicanalítico acerca das vicissitudes da experiência de adoecimento, tratamentos e remissão da doença em pacientes de um serviço de onco-hematologia”), foi o material de referência e permitiu ver o Trauma não só enquanto uma situação de vivência excessiva, mas também como algo que interfere com a identidade do ego podendo provocar uma ruptura. Este aspecto mostra como os traumas podem ter características e desdobramentos bem mais complexos do que consideramos à primeira vista.


Outro aspecto que apareceu neste 2º. Grupo de Estudos foi a compreensão de que uma perda significativa pode ter um significado traumático, o que pode remeter às falhas na constituição do sujeito e à percepção de relações de dependência.


Além da possibilidade de se aprofundar no tema, essa segunda experiência consolidou a ideia de que o formato on-line facilita o aperfeiçoamento profissional por meio da manutenção do estudo, aprendendo e compartilhando saberes com outros profissionais das mais variadas regiões do país. Além disso, a tutoria auxilia na orientação das leituras, apresentando textos e vídeos e recebendo também indicações e contribuições dos participantes. Um momento que ilustrou muito esse objetivo foi a nossa sugestão acerca de um site que propõe um dicionário sobre sofrimentos obscuros. Cada palavra, bem diferente de tudo que já se viu, propõe significar uma experiência descrita nos vídeos.


O tempo de duração do Grupo de Estudos (4 semanas) foi considerado curto pelos participantes e nos motivou a refletir sobre esse formato; porém, consideramos que o processo de aprendizagem deve incluir a troca como um disparador e um incentivo e também a continuidade de cada participante, levando adiante a pesquisa e a leitura que lhe parecer mais pertinente. Por isso, manteremos esse formato e tempo de duração.


Acreditamos que esse nosso projeto Grupo de Estudos On-Line revela uma outra face do Ensino a Distância (EaD) ligada ao aprender permanente, mas não sozinho. Em muitos momentos, é bom estar acompanhado!


Regina M. Vaz e Sonia M. Rio Neves

21 visualizações

Psiquead 
R. Antonio Cardoso Pimentel 865 casa 1 Condomínio Vila das Palmeiras 
Porto Feliz  SP

atendimento@psiquead.com.br

Tel: +55 11 9 9972 5959

Siga-nos:

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle

© 2015 por Contenuti